IOSC - Instituto de Olhos Santa Catarina S/S
Responsabilidade Técnica IOSC
Dra. Leda das Neves Almeida Sandrin
CRM 6039 / SC / RQE 1496

Atendimento: 49 . 3323 9000
Siga-nos:

INFORMATIVOS Pediatria

Dia Mundial de Combate à Meningite








No Dia Mundial de Combate à Meningite, o
 IOSC Vacinas informa que possui imunização para Meningite B e ACWY. 

Agende-se neste link com o IOSC, e solicite a imunização. 




 
De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM) no primeiro ano de vida são necessárias duas doses (aos 3 e 5 meses ou a partir dos 2 meses de idade; com reforço entre 12 e 15 meses; e, em virtude da rápida redução dos títulos de anticorpos protetores, reforços são necessários: entre 5 e 6 anos (ou cinco anos após a última dose recebida depois dos 12 meses de idade) e na adolescência.

A Meningite Bacteriana é o tipo mais grave e geralmente, é transmitida de pessoa para pessoa por meio do contato com a saliva (tosse, espirro, fala, beijo) do portador da bactéria. A doença geralmente ocorre quando a bactéria entra na corrente sanguínea, e migra até o cérebro. Clique aqui e entenda como age a Vacina meningocócica B (SBIM).

Meningites e infecções generalizadas (doenças meningocócicas) causadas pela bactéria meningococo do tipo B:
Vacina Meningocócica B
 
Indicação:
 
Para crianças e adolescentes, conforme recomendações das sociedades brasileiras de Pediatria (SBP) e Imunizações (SBIm).
Para adultos com até 50 anos, dependendo de risco epidemiológico.
Para viajantes com destino às regiões onde há risco aumentado da doença.
Para pessoas de qualquer idade com doenças que aumentem o risco para a doença meningocócica.


Contraindicação:
Pessoas que tiveram anafilaxia após uso de algum componente da vacina ou após dose anterior.

Esquema de doses:

Para crianças, as sociedades brasileiras de Pediatria (SBP) e de Imunizações (SBIm) recomendam o uso rotineiro de duas doses e um reforço da vacina meningocócica B: aos 3 e 5 meses de vida e entre os 12 e 15 meses. 
Para adolescentes não vacinados antes, a SBP e a SBIm recomendam duas doses com intervalo de um mês.
Para adultos com até 50 anos, em situações que justifiquem: duas doses com intervalo de um mês.
Grupos de alto risco, como pessoas vivendo com HIV, portadores de asplenia anatômica ou funcional, que tenham deficiência de complemento ou em uso de eculizumabe ou outros medicamentos biológicos que interferem na via do complemento: três anos após completar o esquema, tomar uma dose de reforço.


 
Saiba Mais: 
 
"O meningococo (Neisseria meningitidis) permanece sendo a principal causa de meningite bacteriana no Brasil. A infecção invasiva pela N. meningitidis resulta em amplo espectro clínico de doença que inclui a meningite, a meningococcemia, ou ambas, sendo a meningite a forma clínica observada com mais frequência. Algumas das características da doença meningocócica, como sua rápida evolução, gravidade e letalidade, assim como seu potencial caráter epidêmico, fazem com que a possibilidade de prevenção desta infecção, por meio de vacinas, assuma fundamental importância", descreve publicação recente da SBIM.


Perguntas e Respostas sobre a Meningite, clique aqui. 
Fonte: SBIM

Segundo publicação científica da SBIM, a Vacina ACWY é um imunizante conjugado que protege contra quatro sorotipos de Meningite bacteriana (a mais grave): A, C, W e Y. 

Clique aqui para agendar a aplicação da vacina. 

 

Fonte: IOSC - Resp. Técnica IOSC: Dra. Leda Sandrin (CRM 6039/SC /RQE 1496) - Com informações SBIM







ONDE ESTAMOS
Rua São Marcos, 924, Ed. Santa Maria
Chapecó / SC
89812-211

FALE CONOSCO
49 . 3323 9000
contato@iosc-br.com

ATENDIMENTO
Segunda à sexta:
Das 07h30 às 19h
Sem intervalo de almoço